xxgbd01-temp
avaliação: 0+x

Item: SCP-3956

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: O SCP-3952-PT deve ser mantido sobra uma cela 5x5 de cimento reforçado e suspensa a 10 metros de altura além de ser envolto por uma liga metálica composta de cobre e titânio e energizado por uma corrente elétrica de alta voltagem.
Em hipótese alguma a porta da sala de contenção deve ser aberta sem a autorização unanime de agentes de nível O5, (em caso de abertura toda região deve ser posta em quarentena). A SCP-3956-PT deve ser vigiada por agentes de nível D, nos quais devem permanecer a 20 metros da sala, além do uso obrigatório de mascaras de gás.
Caso um agente começar a mostrar fascinação e/ou uma obsessão sem explicação pela SCP-3956-PT, este deve ser imediatamente retirado do setor e afastado da fundação até que se recupere totalmente.

ATENÇÃO: Agentes "encantados" pelo AROMA da SCP-3956-PT (também chamados de SCP-3956-01-PT) podem demonstrar picos de raiva, podendo atacar os que estão presentes na área, portanto em hipótese alguma devem portar quaisquer tipos de armas letais.
Esse suposto "encantamento" ocorre por meio de uma substancia aromática liberada do interior da SCP-3956-PT, segundo uma vitima restaurada da SCP-3956-PT o aroma se assemelha a um leve toque de morangos com pinhas, ele relatou sentir um forte êxtase seguida por uma forte sensação de vazio, ele comparou a experiencia como "se sua alma fosse acariciada e depois arrancada de seu corpo", após isso dizem não se lembrar mais de nada.
O primeiro (e único) incidente envolvendo a SCP-3956-PT ocorreu durante uma pesquisa sobre a suposta substancia hipnotizante, chegou-se a conclusão que se trata de uma espécie de feromônio ainda não encontrado em nenhum local do planeta, um trinco no frasco que continha o feromônio foi o suficiente para contaminar um equipe de 4 pesquisadores, nos quais diziam procurar a "Grande compaixão", 3 pesquisadores morreram, 2 neutralizados pela equipe de segurança e 1 eletrocutado após tentar invadir a cela da SCP-3956-PT, por conta desse incidente o feromônio foi batizado de "Essência do éden"

Descrição: O SCP-3956 trata-se de um velho caldeirão negro enferrujado, contendo uma escrita supostamente em latim em seu corpo, que originalmente diz "Quaerentibus lumen omnium hic dux vester" Tradução: "A todos os seres que buscam a luz, eu sou seu guia", também foram encontrados desenhos de seres humanoides altos com um pescoço longo e fino curvado para baixo, com braços inchados que aparentam ser pesados, já que os seres aparentam o estar arrastando pelo chão, também contam com uma expressão facial de desespero e aflição.
Quando em total escuridão sussurros podem ser ouvidos vindo do interior da SCP-3956, porem estes não se assemelham a qualquer língua já usada no planeta.
Nenhum agente deve ouvir o áudio vindo da SCP-3956-PT por mais de 5 minutos, a exposição prolongada ao áudio pode levar a depressão-profunda, alucinações, terror noturno e tentativas de suicídio consecutivos. Todos os agentes "encantados" pelo SOM da SCP-3956-PT recebe o codinome de SCP-3956-02-PT, e ao contrario dos SPC-3956-01-PT, estes dizem ser atormentados pela "Tortura eterna". A unica cura possível(até o momento) para os SCP-3956-02-PT é o contato direto com o SCP-999.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License