VaporZer

Item nº: SCP-XXX-PT

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: Em virtude das singularidades anômalas de SCP-XXX-PT, sua contenção completa é atualmente inviável; guardas equipados com munição e apetrechos meméticos Classe-C devem guarnecer a entrada de SCP-XXX-PT. Indivíduos não-autorizados desejosos de adentrar ou se apropinquar do antro deverão ser advertidos que SCP-XXX-PT é uma área utilizável para pesquisas geológicas governamentais de interesse parcialmente confidencial.

Ademais, a área interna de SCP-XXX-PT é vigiada por 8 guardas espalhados em pontos estratégicos; caso haja a ocorrência do evento SCP-XXX-PT-A, é preferível que haja a execução do Protocolo Tenebris; este protocolo consiste na imediata evacuação do local juntamente a equipação de aparatos visuais para continuar a vigilância de maneira não-obstada.

Instâncias SCP-XXX-PT-β apesar de demonstrarem natureza benigna, não necessitam de interação sem propósitos para adquirir conhecimento; assim, não devem ser interrompidas ao operarem com a paractecnologia e taumaturgia de SCP-XXX-PT.

Descrição: SCP-XXX-PT é designado como um antro1 localizado primeiramente na região de Minas Gerais, Brasil, mesmo que possua natureza teletransportável e já fora avistado em demais países lusófonos2; atualmente SCP-XXX-PT apresenta estado de inércia, onde provavelmente adquiriu localização fixa. No mais, é teorizado que esta inércia foi proporcionada por resultado de actividades anômalas sob a autoria de algum Grupo de Interesse.

O interior de SCP-XXX-PT é composto de rochas combinadas com calcário e mármore, duas colunas de ~2 metros que sustentam a estrutura superior; ademais elementos são compreendidos como ornados arquitetônicos neoclássicos que representam múltiplas gravuras referenciando cidades antigas. Em alguns dos locais, existem bancos e mesas, de propósito desconhecido.3

CAVERNA

Parte exterior mediante à entrada de SCP-XXX-PT.

Dezenas de lagos existem em SCP-XXX-PT; estes lagos juntam-se e formam um córrego único com propriedades luminescentes de coloração azulada. Análises subsequentes revelaram que este líquido exerce transmutações em plantas, mudando-lhes o pigmento, semelhante a um corante.4

SCP-XXX-PT-A é um evento de ocorrência meramente aleatória; neste, a inércia propriamente dita de SCP-XXX-PT cessará, e a região interna da gruta será opacificada por um breu de intensidade variável, provindo de provável orgânico-taumaturgia. Ainda, os adornos arquitetônicos e uma miríade de outros objetos presentes na área se extinguirão dos estados propriamente físicos da matéria, ou adquirirão singularidades diversas;5 utensílios tecnológicos auxiliadores de visão são requeridos para a exploração não-tolhida de SCP-XXX-PT.

SCP-XXX-PT-A1 é um evento conseguinte ao primeiro: SCP-XXX-PT ativará sistemas taumatúrgicos baseados na substância luminescente dos córregos; esta substância é compreendida por saciar SCP-XXX-PT-β, denominados Operadores.

Os Operadores são seres humanoides translúcidos sencientes constituídos de um material análogo a topázio; estes são capazes de utilizar telecinesia para manipular os sistemas taumatúrgicos, assim gerando uma proteção adaptável plasmática que guarnece a entrada da gruta. Apesar disto, apresentam comportamento pacífico e comunicam-se na língua Portuguesa, não delineando traços agressivos ao notarem a presença de pesquisadores.


Os Primórdios da Máquina: São áreas incomensuráveis em virtude da taumaturgia dos Operadores; estas áreas são compreendidas por abrangerem partes vitais de suas consciências, abrangendo também suas memórias organizadas em cápsulas de materiais similares a compostos maleáveis. A região apresenta mecanismos defensivos ativados através de comandos telecinéticos dos Operadores, como lançadores de choque potencializados com 12.000V, mesmo que atualmente danificados.6

Operadores esporadicamente redigem placas de conteúdo indubitável sobre suas origens. Poucas destas frases foram decodificadas por estarem em linguagem incógnita — apresentam uma mistura de múltiplas frases de múltiplas escritas — todavia, uma das frases decodificadas relata: "A escuridão por um momento brilhou, reluziu, e se espalhou pelo universo. Aqueles eram os frutos cintilantes do vazio: os Operadores do Universo." A veracidade destes escritos é parcialmente ignota, mas porventura concreta.7

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License