SCP-045-PT
avaliação: 0+x

Item #: SCP-045-PT

Classe de Objeto: Euclídeo

Nível de Ameaça: Preto

Procedimentos Especiais de Contenção: O SCP-045-PT necessita de ser contido em um quarto de 10 x 10 x 10, com paredes constituídas de metais de transição e principalmente chumbo e resfriada em -100°C, na Área-██. Caso seja necessário, três agentes adentram a câmara com roupas especiais anti-radiação. Após a entrada e saída, a câmara deve ser fechada obrigatoriamente. Devido a variação genética da espécie da entidade, alguns possuem procedimentos de contenção mais cuidadosos e diferenciados. Funcionários normalmente precisam de assistência psiquiátrica após o seu turno.

A segunda variante deve ser contida no Subsolo-██ da Área-██, num quarto de emissão de ondas eletromagnéticas e ondas sonoras de 15000 Hz, com dimensões 10 x 10 x 10. Além disto, a câmara possui 100 camadas de ligas metálicas distintas com espessura de 15 cm cada, para evitar teletransporte, abertura temporal e/ou interdimensional. A entidade não foi totalmente estudada, isto posto, não se sabe ao certo como o organismo do SCP-045-PT-1 funciona.

Descrição: O SCP-045-PT apossa-se de uma pele composta de um material cujo a origem é desconhecida até o momento, porém, possui uma propriedade radioativa. Alcança os 3,40 metros de altura facilmente, apresenta olhos amplos excepcionais e detém de grande resistência a fogo, pouca massa muscular e fragilidade óssea. O ser é inicialmente assexuado, e sua forma de reprodução é primitiva. O SCP-045-PT se reproduz a partir de [DADOS EXPURGADOS], causando descomunal variabilidade genética. Se alimenta geralmente de materiais radioativos ou de animais como o boi. Ele se alimenta de ondas cerebrais e enlouquece o ser que está próximo a ele.

A anomalia emite radiação gama num raio de 9 metros, e emite também micro-ondas num raio de 10 metros. A anomalia pode se teletransportar para qualquer local que conheça e que tenha em mente. Do contrário, a entidade não poderá escapar.

Pesquisas apontam que o SCP-045-PT vem de uma civilização subterrânea, causando a existência de sua espécie, uma ameaça global. Alguns variantes são sexuados, isto posto, em um século, esta civilização destruirá todas as formas de vida existentes na terra. Não existem formas conhecidas de conter todas essas formas de vida sem que [DADOS EXPURGADOS].

REGISTRO DE VÍDEO


DATA: 21/06/1988


[INÍCIO DO REGISTRO]

0:00: A entidade olha diretamente para uma das câmeras de segurança.

1:43: A câmera observada pelo ser se desliga totalmente, e logo depois as outras também são desligadas, sobrando apenas uma.

1:56: O ser olha diretamente para a câmera restante, e segundos depois é desligada

3:59: As escutas da câmara também são desligadas, porém, ouve-se um grito de fundo antes da desativação total das escutas.

7:68: As câmeras são re-ativadas com a silhueta de um segurança morto no interior da câmara, com queimaduras de radiação, sem sinal da anomalia.


[FIM DO REGISTRO]

Descoberta: A anomalia foi descoberta por lendas de mineradores habitantes do Brasil, Moçambique, Austrália, Estados Unidos da América, Rússia, Ucrânia, Reino Unido e Nova Zelândia. Sua existência foi confirmada em 1976, pelo Dr. █████, em sua expedição ao Moçambique. A civilização foi descoberta em meados de 1984, através do mesmo doutor, a procura de mais informações sobre a anomalia.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License