PreguisaQuente

Título:Campomanesia phaea addictives
Aparentemente uma espécie de árvore frutífera predominante da Mata Atlântica mas possue composição diferente de qualquer outra árvore.

Procedimentos especiais de contenção:
O SCP devê ser tratado regularmente
Por profissionais qualificados e devidamente uniformizados, deve ser mantido sem contato com ventilação em uma caixa grande que condicionem sua segurança.

Descrição:Arvore pequena de 3 a 5 metros de altura, com copa alongada e ereta, com tronco de casca descamante em praças irregulares de cor cinza escura externamente. Os ramos e folhas novas são pubescentes e fuscos (cobertos de pelo como veludo). As folhas são simples e glabras (sem pelos) com textura subcoriácea (um pouco mais fina e rija do que o couro) medindo 6 a 10 cm de comprimento por 3 a 4 cm de largura, sob pecíolo ou haste de 3 a 4 mm de comprimento. A lamina foliar tem forma oblonga (mais longa que larga) com base ovada e do meio até o ápice é lanceolada (com forma de lança), com ponta acuminada (que se afina rapidamente). As flores são solitárias, hermafroditas, pentâmeras, isto é, organizadas com números de 5 sépalas carnosas com formato triangular e 5 pétalas orbiculares (com forma de circulo) com 1,3 cm de diâmetro e velutina (com superfície semelhante a veludo) na face externa; que nascem nas axilas das folhas.
O SPC aparenta ser uma árvore frutífera Campomanesia phaea,mas possui características que o diferencia. Sua flor com estímulos externos negativos exalará uma substância que causará efeitos como liberação de grande quantidade de substâncias(na maioria nunca vistas pela ciência até então) como tetraidrocanabinol que darão uma sensação de euforia e prazer, depois de 30 segundos em contato com esta substância o indivíduo se tornará dependente desta substância para o resto da vida, caso pare de receber a substância durante 1 hora o indivíduo se tornará paranóico, nocivo a si mesmo e a outros, após 5 horas depois de ter entrado em contato com a substância o indivíduo terá fortes alucinações de um ser, o indivíduo o verá como um inimigo e o perseguirá e tentará alcança lo, levando cada vês mais longe da planta visto que o ser da alucinação é impossível de ser alcançado por enganar deixando pegadas e marcas falças do caminho que tomou levando o indivíduo a outros que possam botar em risco o SCP.
Embora perigoso o SCP conviveu com tribos indígenas da amazônia em completa paz, onde foram usados seus frutos que possuíam propriedades curativas,embora tenha se perdido essa propriedade pois aparentemente o SCP é consciente e possue uma ligação (não explicada) por árvores da espécie
Nas tribos indígenas que conviveram com o SCP ao longo do tempo se criou a lenda do "curupira" que seria o ser das alucinações que o SCP causa(não se sabe como o SCP consegue fazer com que os indivíduos infectados tenham alucinações com este ser específico).
O SCP foi contido na Amazônia onde não se obteve conflitos, a não ser por certos indivíduos ######### que protegiam o SCP(devido aos seus efeitos psicológicos) o soldado foi atacado por um ##### #### ####### e teve de ######### #### ### ######## e a de sua equipe. Não houveram sobreviventes da #####.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License