Registro-Extra Oficial Psi-10/066

21 indivíduos, todos funcionários de alto escalão, suspeitos de envolvimento em um esquema de corrupção em uma Filial paralela onde anomalias são alugadas e usadas por lucro a quem pode pagar mais, isso é muito Brasil para ser verdade, se eu não posso entrar em contato com algum O4, mas eu não tenho certeza de o quão fundo esse esquema já foi, e não há condições que eu continue vivo se a notícia chegar no ouvido do O4 errado, e tudo que tenho só são DNAs como prova, preciso de muito mais, para começar a apontar dedos.

Existe até um ponto onde os Olhos de Prata podem olhar, existe um horizonte mesmo para mim,mas, existem pessoas que conseguiriam chegar mais longe, só precisam mirar no lugar certo, por isso que estou aqui em Curitiba, nessa noite de quarta-feira, estou aqui para declarar uma guerra.

Ando pelo pátio daquele edifício espelhado, meus olhos cruzam os andares e as seções dos vidros pouco antes de entrar, estou na mira deles, eles estão na minha também, o recepcionista atende o telefone pouco antes de eu chegar ao balcão, pegunta meu nome, e me indica o elevador.

No espelho acabo me olhando, meu coração pulsando, meus pensamentos me pegando, inspirando, expirando, um passo acabo relutando, os segundos passando, do elevador acabo passando, continuo andando.

A sala era grande, limitada por uma parede de vidro azulado e paredes laranjas aos lados, uma mesa oval cor-madeira alongada, 6 pessoas na sala, fui revistado duas vezes por dois guardas diferentes, deixaram a sala, e me sentava na mesa.

''Bem vindo ,Agente''

Ele não tem ideia que eu sou um CFTM, melhor deixar assim.

''Obrigado, Sr…?''

''Pode me chamar de Zeki Osmane, tirando as formalidades, por que você está aqui?''

''Eu poderia dizer, se você cumprir o restante do acordo, um representante da filial e do seu grupo, ninguém mais, ninguém menos''

''Não se preocupe, são para nossa segurança, quem sabe o que pode acontecer?, possa ser que tenha três franco atiradores mirando em nossas cabeças agora mesmo em noroeste, norte e nordeste desse prédio, três equipes de 5 soldados de elite prontos para invadir o prédio estacionados ao redor do prédio, não é Sr Agente?''

Meu coração aperta, os filhos da puta são melhores do que eu pensei.

''Sim, sim, é possível, mas o motivo que eu falo é que, as informações que eu tenho são um tanto, emocionantes, não queremos que ninguém sofra com elas, não é?''

Os seguranças riem , Zeki apenas sorri, e bem, isso não custava nada.

''Diga, o que fez você vir nos procurar?''

''Equilíbrio de poder, alianças estão sendo feitas, pessoas estão se movendo, há sangue na água, Os Olhos Anômalos vão ser umas das primeiras vitimas''

''Do que você está falando exatamente?''

''O Relicário''

Zeki fica em silêncio por alguns instantes, os olhos cerram em minha direção, como se estivesse forçando-os.

''Prossiga''

''Com as forças que o Triunvirato está ganhando, os Olhos Anômalos vão está em maus lenções, e se eles conseguirem absorver vocês, ou tirar vocês de operação, nós vamos ter que gastar recursos consideráveis para por eles abaixo novamente.''

''Palavras! Palavras, palavras suas, mas como posso ver com meus próprios olhos que isso está acontecendo?''

''Existem coisas que você não conseguiria ver, porém, pode ver o que eles sabem sobre você, e o que eles sabem está nesse pendrive''

Numero de clientes dessa cede, efetivo militar, plantas, muito bem detalhado desse e de vários outros prédios no sudeste.

''Que tipos de informações vocês tem?''

''Você vai saber, só precisamos de um acordo''

''Não posso concordar com nada de mãos vazias''

Eu retiro uma cópia da planta completa do prédio em que marcamos a reunião, jogando pela mesa.

''Bem, o que você quer em troca dessas informações?''

''Apoio, Apoio material, de inteligência, e de pessoal para uma operação, vamos ter uma trégua que vai até 24 horas após o fim da operação''

O Zeki se reclinava na cadeira, por um tempo em silêncio.

''Preciso saber do que você precisa exatamente''

Eu dei a lista pra ele, eu só precisava de inteligência, mas se pudesse usar os soldados deles como bucha de canhão , com certeza eu iria.

''Desculpe meu caro, mas não vou gastar recursos para obter informações que nem sei o quão fundo vão.''

''Nesse caso, acho que isso não vai levar a lugar algum, você só vai poder saber tudo com as condições atendidas.''

Eu estava me levantando da mesa quando um dos seguranças colocou a mão no meu ombro.

''Desculpe Sr Agente, isso são informações valiosas, não posso deixar você ir com elas sem que eu dê uma olhada.''

O desgraçado falava isso enquanto colocava os pés na mesa.
Eu forcei a subida, o segurança só me empurrou para baixo, eu estava preso.

''Bem, já que estamos cortando as formalidades, acho que deveríamos pedir uma pizza.'' dizia eu em um tom humorado.

Minhas pupilas dilatando, coração pulsando, suando, cansando, as opções acabando.

''De que sabor você prefere, Agente?'' Dizia Zeki debochando.

Segundos se passando, o vidro se estilhaçando, 4 dos meus homens entrando, instantes correndo, a arma do segurança acabo tomando, me jogando, na mesa deslizando, me levantando, a Osmane a arma apontando, mais seguranças entrando, as tensões aumentando, segundos eternos passando.

''Eu não vi isso chegando''

''Bem, acho que estamos no mesmo nível agora, que tal retomar as negociações?''

Os olhos dele rodeavam a sala, ele estava perdido, eu abaixei a arma e ofereci a mão a ele.

''Isso é um ataque''

''Isso é uma negociação, não banque a vítima, você que descumpriu a primeira parte do nosso acordo, eu estou te dando uma chance, Romério

A cara dele quando ele ouviu o nome real dele foi impagável, ele engoliu seco e me falou.

''Só posso provir com apoio material e inteligência.'' murmurou ele segurando a minha mão.

''Serve, vou entrar em contato sobre os detalhes amanhã.''

''Vocês estão me devendo 4 painéis de vidro blindados''

Exclamava ele enquanto eu me dirigia aos meus soldados.

''Bota na conta to Papa'' dizia eu antes de descer de rapel com meus soldados.

Sai daquela sala suado de nervoso, com um aliado no bolso e um sorriso no rosto, Deus eu tinha saudades disso.

— CFTM-PT-Ψ-10 ''Olhos de Prata'' Daniel ██████ ████.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License